Exibição personalizada!

bilbao

Naquela que para mim foi a exibição mais personalizada e brilhante desta época conquistamos uma vitória por duas bolas a zero no inferno de Bilbao e selamos a duas jornadas do fim o apuramento para os oitavos de final da Champions.

Só mesmo um FC Porto personalizado conseguiria “gelar” todo aquele magnifico ambiente de San Mamés, e desde o início que o conseguimos, com um controle de bola com muito critério, sem arriscar defensivamente e sempre com a baliza como objetivo na frente.

Lopetegui acertou em cheio no onze inicial na minha opinião. Apostou naquele que para mim será o onze que mais garantias dá, com uma ou outra alteração em caso de necessidade de fazer descansar algum destes elementos.

Toda a equipa funcionou com a precisão de um relógio suiço. Todos sabiam o que fazer em campo e todos o cumpriram na perfeição.

As oportunidades foram-se acumulando a nosso favor e logo aos 12′ Jackson Martinez desperdiça uma boa oportunidade após bom cruzamento de Danilo, aos 24′ num livre Maicon quase marca, não fosse uma boa intervenção de Iraizoz a defender para canto. Na sequência do canto nova oportunidade desperdiçada por Jackson.

Aos 35′ num livre de Brahimi mais um lance de perigo e aos 40′, a grande oportunidade de toda a primeira parte. O árbitro viu uma grande penalidade cometida sobre Danilo, que na minha opinião não existiu e Jackson mais uma vez chamado a marcar, falha. Já parece um lugar comum, mas o certo é que não se entende tanta falha na marca da grande penalidade por parte do nosso clube.

Chega o intervalo com um FC Porto dominador e a justificar algo mais que o nulo.

A segunda parte começa como foi a primeira. Um FC Porto dominador, personalizado e a controlar por completo o adversário.

À passagem dos 56′ Jackson redime-se da grande penalidade falhada ao marcar o primeiro após brilhante jogada de Brahimi (mais uma vez).

Este argelino é um caso sério, muitos furos acima da média.

Estava desencravado o jogo e se poderíamos esperar que o Bilbao fosse ter uma reação enérgica, o facto é que isso não aconteceu.

Os espanhóis só tiveram uma oportunidade, quando enviaram uma bola ao poste, mas mesmo esse lance, foi fortuito, já que o jogador nem teve noção de para onde tinha rematado.

E podemos resumir a isso, os lances de perigo na nossa área, já que em 90′ não tivemos mais nenhum.

Pouco depois desse lance, uma grande oferta de Iraizoz ao falhar uma receção de bola, deixando-a escapar para Brahimi, que não se fez rogado fazendo o segundo e selando o resultado e o apuramento.

Daí até final foi só gerir, dando tempo até para brindar os espanhóis com alguns olés.

Quanto a destaques, quero aqui destacar desde logo, toda a coesão da equipa. Fomos enormes. Sempre muito concentrados, assertivos, e praticamente sem falhas.

Brahimi, que para mim foi o melhor em campo. Já começam a faltar adjetivos para classificá-lo. É um grande jogador, um génio. Que saudades eu tinha de ver um jogador destes no nosso clube.

Casemiro também esteve muito acima do habitual. Óliver muito bem também, aliás, com exceção de Tello e a espaços Alex Sandro, todos estiveram magníficos.

Em suma, foi uma vitória muito importante, que nos apurou para os oitavos de final da competição e que pode permitir fazer alguma gestão de esforço nos jogos que faltam para nos centrarmos mais no campeonato.

Advertisements

One thought on “Exibição personalizada!

  1. Bem que precisamos de nos focar no campeonato.
    Sinceramente, com o grupo em que calhamos, mal era se não passassemos aos oitavos, era até vergonhoso!
    Vamos esperar que tenhamos encaminhado mesmo.
    Beijocas*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s