Muito mais difícil do que o resultado espelha!

image

Cinco golos sem resposta foi o resultado com que o nosso clube brindou o adversário de hoje.
Resultado muito enganador em relação aquilo que se passou em campo.
E quem visse os nossos primeiros dez minutos dificilmente imaginaria as dificuldades porque passamos.
Entramos mesmo muito bem. Rápidos sobre a bola, não deixando o adversário respirar e com um bocadinho de sorte poderíamos ter feito golo nessa altura.
Após esses minutos iniciais o Rio Ave aos poucos foi subindo, sem criar perigo de maior, mas de alguma forma conseguiu equilibrar o jogo até ao intervalo.
A segunda parte começa praticamente com o nosso primeiro golo, marcado superiormente por Tello.
Estava conseguida a vantagem, mas não o descanso. O adversário reagiu muito bem, criando-nos imensas dificuldades, e numa sequência de cantos parece-me inclusive que terá ficado uma grande penalidade por marcar, por corte de Herrera com a mão.
Lopetegui ao perceber que estava a perder o meio campo decide mexer tirando um desinspirado Brahimi fazendo entrar Ruben Neves. Aos poucos fomos recuperando o meio campo e com isso voltamos a aparecer na frente com algum perigo e a afastar o Rio Ave da nossa baliza.
Aos 78′ Jackson num remate muito bem colocado à entrada da área, faz o segundo e fazendo todo o Dragão respirar de alívio.
A partir daí, pese embora ainda tenhamos passado por alguns sobressaltos, o Rio Ave baixou os braços e ainda mais baixou quando Alex Sandro num lance repleto de sorte fez o terceiro.
Dois minutos depois após uma boa jogada de Quintero a desmarcar superiormente Óliver Torres, que na cara do guarda redes faz o quarto.
Bola ao meio campo, recuperação de bola por Danilo, que corre por ali fora e desfere uma bomba a 100km/h fazendo o quinto. Grande golo de um jogador que está a fazer uma época fantástica e hoje foi de longe o melhor em campo.
Resumindo, foi uma vitória justa, por números enganadores, já que por aquilo que o Rio Ave fez, não merecia tal diferença, mas o que fica são os três pontos.
Quanto a destaques individuais, Danilo para mim foi a anos luz o melhor campo. Esteve em todo lado, ora a defender, ora a atacar. Está numa forma fabulosa.
Tello também esteve bem, assim como a dupla de centrais.
Pela negativa, destaco o argelino Brahimi. Hoje esteve em dia não. Acontece aos melhores e hoje aconteceu-lhe a ele.
Casemiro também esteve uns furos abaixo dos últimos jogos. Não esteve mal mas foi uma exibição menos conseguida do brasileiro.
Segue-se uma difícil deslocação a Coimbra, onde começou o descalabro da época passada. Espero que este ano corra muito melhor.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s