A cláusula dos 15 pontos…

A ser verdade, vale a pena reflectir sobre os incentivos potencialmente gerados pela cláusula nos vários intervenientes, especialmente numa situação de ruptura entre o Presidente do clube e o treinador, como aparenta ser o caso: 15 pontos de atraso permitem rescisão com Marco Silva

O Sporting poderá alegar justa causa para rescindir o contrato com Marco Silva, caso a diferença entre os leões e o líder do campeonato seja de 15 pontos no final da primeira volta.

Entrada a ganhar!

image

Foi com uma magra vitoria por uma bola a zero em Vila do Conde que iniciamos a nossa participação na presente edição da Taça da Liga.
Confesso que é uma competição que não me desperta o mínimo interesse, mas como temos de a jogar que seja como Lopetegui fez hoje, ou seja, sempre com segundas linhas.
Não foi um grande jogo, mas mesmo assim fomos superiores na maior parte do jogo.
Com um inicio dominador, conseguimos um bom par de oportunidades para atingir a vantagem no marcador, mas ora por ineficácia, ora por boas intervenções do guarda redes vilacondense, foi preciso esperar pela hora de jogo para vermos Aboubakar a conseguir o golo que nos veio dar a vitoria final.
A partir daí assistimos a um maior domínio da equipa da casa que até poderia ter igualado numa bola à barra já perto do final do encontro.
E no ultimo lance do encontro após uma falta tão estúpida como escusada, cometida por Casemiro, este mesmo jogador toca com o braço na bola dentro da área. Foi involuntário mas não sei ate que ponto não terá ficado uma grande penalidade por assinalar.
Resumindo, foi uma vitoria justa do nosso clube, mas com alguns erros defensivos que nos poderiam ter custado caro.
Quanto na destaques. Pela positiva destaco Aboubakar, que deu água pela barba aos defesas contrários, sempre a procurar a bola e com os olhos na baliza, conseguindo fazer o único golo do encontro.
Ricardo também esteve muito bem. Acho que anda a ser subaproveitado como extremo, mas tem cumprido sempre que entra a defesa direito. Espero que tenha mais oportunidades no futuro.
Quaresma também esteve bem no tempo em que esteve em campo.
Pela negativa, destaco Casemiro. Esteve muito mal durante grande parte do jogo. Não gosto do estilo muito faltoso deste brasileiro.
A dupla de centrais também muito permissiva nos cruzamentos para a área assim como Andrés Fernandez, a denotar alguma tremideira (compreendo a escolha de Lopetegui, mas gostava de ter visto Helton a titular).
Pela negativa também o nosso flop da época. Falo de Adrián Lopez. O espanhol não consegue fazer um jogo de jeito. É um corpo estranho ali dentro. Sem garra, sem vontade, sem chama, estes são os adjetivos que associo ao ex Atlético Madrid.
Vamos agora aguardar por sábado o regresso ao campeonato em Barcelos e desejar uma entrada em 2015 a ganhar.
Um Bom Anos a todos!

Que seja este o mote para 2015

12719124 - FC PORTO - VITORIA FC

No passado dia 19 de dezembro, aquando da visita do V. Setúbal ao nosso estádio os Super Dragões exibiram uma tarja onde dizia: “Só és derrotado quando desistes de lutar!”

Pois que seja este o mote para 2015. Nunca parar de lutar. Acreditar até ao fim. Não somos inferiores a ninguém. Em condições normais seremos campeões. E em condições anormais também temos pelo menos a obrigação de lutar para o sermos.

Um Bom Ano a todos!

Um silêncio que enerva!

sad

inocentes

Não consigo compreender o silêncio da nossa SAD em relação ao que se tem passado esta época.

Entendo que o campeonato esteve em risco de parar por causa de um energúmeno que esteve à frente da Liga de clubes e de uma cambada de energúmenos que o apoiaram.

Entendo que foi preciso fazer uma “aliança” com o nosso principal rival, caso contrário ficaríamos sem campeonato pois não havia dinheiro para lhe dar continuidade. Entendo isso tudo.

Mas quando vemos que, o nosso principal rival é ajudado jornada após jornada, e passo a enumerá-las: 2ª, 5ª, 6ª, 7ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª (aqui ao impedir dois jogadores que nem são pertença deles de jogarem) e 14ª jornada, e não vejo um único esboço de reação por parte da nossa SAD, isso deixa-me preocupado.

Não peço que caiam no ridículo do calimero que dispara em tudo o que mexe, ao ponto de já nem a equipa ter do lado dele, mas peço que reajam, que mostrem que estamos cá, que mesmo estando em época Natalícia não damos a outra face, que não permitimos que nos “roubem” o campeonato.

Tem sido demais. É precisa uma posição de força. Temos de marcar território, caso contrário seremos engolidos e não nos conseguiremos levantar a tempo.

Temos o melhor plantel. Merecíamos ir à frente. Se houvesse justiça desportiva era isso que acontecia. Não podemos ser “inocentes”.

Está mais que na hora de REAGIR!

Nojo!

10857890_889759004398163_205303240459066095_n

E mais uma jornada passa e mais uma vergonha.

Como é possível jornada após jornada o mesmo clube, seja constantemente beneficiado?

Já aqui mencionei casos atrás de casos em que o clube da 2ª circular é levado ao colo e com a passividade da nossa estrutura e do líder da APAF. Não fossem os ROUBOS, mesmo perdendo como perdemos contra esta equipa, seríamos líderes destacados. Esta liga é a liga da vergonha. Não me lembro em mais de 30 anos que acompanho o futebol de ver um campeonato tão falseado como este. É lamentável. Cada jornada que passa me convenço que não vale a pena ver este futebol. Não fosse a paixão que tenho por este desporto desligava-me completamente desta porcaria, porque é mesmo disso que se trata. É necessário limpar esta bosta toda do nosso futebol.

Hoje não fosse o inevitável Capela, nem em casa conseguiam derrotar o último classificado do campeonato.

Será que os adeptos do dito clube se sentem bem com isto? Se calhar não se importam. Sabem no intimo que não merecem estar onde estão, sabem que têm sido levados num enorme andor, jogo após jogo, mas preferem calar para não admitir o que está à vista de todos.

Sinto nojo deste futebol.

Três pontos.

rq7

Três pontos. É mesmo isso o mais importante que podemos tirar do jogo de hoje contra o V. Setúbal.

Contra uma equipa que atravessa uma enorme crise de confiança, tivemos uma entrada razoável em campo, a procurar resolver rápido o jogo, criando alguma oportunidades para isso.

E numa dessas oportunidades, Danilo é carregado dentro da área quando ia embalado para a baliza. Grande penalidade que Ricardo Quaresma se encarregou de a marcar e de nos dar a vantagem no jogo.

Pouco depois, novo ataque e Jackson a responder com o segundo golo após um cruzamento de Tello. Pareceu-me no entanto que o colombiano estava em posição de fora de jogo.

A partir daí e até ao minuto 89′ pouco mais aconteceu. Assistimos a um abrandar nítido do nosso clube, quiçá a pensar já nas férias de Natal, sem que o adversário nos causasse o mínimo problema. Só que ao minuto 89′ entra Brahimi e nos pouco tempo que faltava para o final o argelino veio despertar o Dragão, marcando um minuto depois o terceiro e logo de seguida sofrendo falta para grande penalidade, que veio a dar o quarto golo para o nosso clube por intermédio de Danilo.

Vitória tranquila, e o regresso às vitórias que é o mais importante.

Quanto a destaques positivos, quero aqui destacar Danilo que regressou às boas exibições, assim como Quaresma que também esteve em bom plano.

Quintero e Brahimi que vieram agitar o Dragão quando entraram, sobretudo o argelino.

Uma palavra também para a estreia de Campaña, que sem deslumbrar esteve muito competente na sua posição.

De negativo destaco Herrera que voltou a estar uns furos abaixo daquilo que nos vinha a habituar.

Negativa também a nossa segunda parte, que foi muito mal jogada.

Agora vem a pausa Natalícia e aconteça o que acontecer nos outros jogos da jornada, iremos terminar o ano na 2ª posição.

Espero que o próximo ano traga a tão desejada recuperação. Temos plantel para sermos campeões. Há que acreditar. Se o andor parar e nós conseguirmos vencer os nossos jogos penso que ainda é possível.