O primeiro Porto – Benfica da história do Campeonato Nacional

A equipa do FC Porto campeã nacional na época de 1934/35

A equipa do FC Porto campeã nacional na época de 1934/35


O primeiro Porto – Benfica da história do Campeonato Nacional de Futebol decorreu no campo do Lima a 3 de Fevereiro de 1935, na 3.ª jornada da época de 1934/35. Quando se disputou o jogo, Porto e Benfica estavam de relações cortadas há 3 anos, embora fossem cada vez mais visíveis os sinais de um futuro reatamento.
O Porto, treinado por Joseph Szabo, venceu por 2-1 com golos de Lopes Carneiro e de Pinga para o Porto e de Valadas para o Benfica.
Como de costume, foi um jogo com casos. Para o «Sporting», jornal do Porto, «o jogo dos portuenses foi muito agradável, tendo sido altamente prejudicados pelo árbitro, que parecia apostado em favorecer o Benfica». Já para a «Stadium», revista de Lisboa, a arbitragem de Manuel de Oliveira, do Porto, foi «imparcial e prejudicou os dois grupos».
Muito discutido foi o segundo golo do Porto, resultante de uma grande penalidade por mão de Gustavo. Pinga falhou o penalty, mas o árbitro mandou repetir por estarem jogadores do Benfica dentro da área. Na repetição, o avançado do Porto voltou a falhar, mas conseguiu marcar na recarga.
Mas a polémica não se ficou pelos casos de arbitragem. Pela equipa do Benfica, jogou Álvaro Pina, que estava suspenso por seis meses. A suspensão foi levantada nessa mesma semana, sem que o prazo de seis meses estivesse concluído, e voltou a estar suspenso na semana seguinte. Jogou também Gaspar Pinto, jogador que o Benfica foi buscar ao Carcavelinhos nessa mesma semana. Já na semana seguinte, contra o Benfica, Gaspar Pinto não jogou, porque voltara ao Carcavelinhos para fazer o resto da época. Ou seja, jogou pelo Benfica apenas contra o Porto. Um acordo entre Benfica e Carcavelinhos com que a Associação de Futebol de Lisboa concordou. Os jornais de Lisboa, ao contrário dos do Porto, não referiram esta questão.
«Acaso o FC do Porto representará um papão que se torne absolutamente necessário vencer à outrance? Será necessário usar processos desleais e incompatíveis com o critério são de dirigentes para que dois pontos sejam disputados dessa forma? Ou torna-se necessário aproveitar tudo para que o mais categorizado representante do norte não venha a ser o vencedor do Campeonato da Liga?
Nós não somos estrangeiros aqui no norte! O FC do Porto, como qualquer outro clube do norte, tem direitos iguais aos seus semelhantes de Lisboa. Se perder que seja sem iniquidades nem atropelos à lei», dizia o «Sporting» de 10 de Fevereiro.

Advertisements

One thought on “O primeiro Porto – Benfica da história do Campeonato Nacional

  1. Pingback: O primeiro Porto – Benfica | O Insurgente

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s