Ganho, logo brilho…

Ao contrário do que a esmagadora maioria dos vendidos do pronto-a-comentar tenta vender, afinal os adversários do Porto nada têm de fracos… São, isso sim, fortes accionistas maioritários da Carris… Uns e outros deviam unir esforços e rentabilizar os autocarros dos segundos para transportar as carradas de verborreia pestilenta e sebosa que os primeiros exalam por todos os poros… Um dos arautos maiores dessas cruzadas, um despudorado revivalista mais ou menos “enCalabotado” (à lá “rabo escondido com gato de fora”) dos Donos da Bola, há uns meses ria-se de uma das contratações do Porto, ao mesmo tempo que dizia que estava para ver o que faria um rapazinho com um nome quase impronunciável… Creio que, neste momento, esse cavalheiro, portento da estupidez natural, já terá reforçado o seu grande porte físico com mais umas quantas palavras que teve de engolir… Ou, padecendo da memória selectiva típica dos adeptos do seu clube, alegará que nunca terá dito semelhante… Mas esse “rapazinho” tem feito questão de mostrar que, não obstante ter um nome que não é português, até sabe fazer umas coisas interessantes… Há mesmo alturas em que falar de mais roça o pecado… Por isso, este senhor jornalista ainda será visto ajoelhado, qual catedrático das pastilhas elásticas, a procurar a redenção na sua catedral… Por falar nisso, esta semana aprendi umas coisas que confesso e admito desconhecer por completo… Mais não fosse porque só me interessam as coisas do Porto. Da mesma forma, percebi o real significado de umas tais “noites europeias”… Apesar de essa expressão não me ser completamente desconhecida, nunca lhe prestei qualquer atenção, precisamente pela razão que enunciei antes… Depois do que li acerca de como funcionava a orgânica da antiga Taça dos Campeões Europeus, tornei-me um adepto ainda mais indefectível do Futebol Clube do Porto… Se é que é possível ser ainda mais indefectível do que já sou! Por muito que tentem diminuir, menorizar e desprezar o clube do meu coração, quem tem cada vez mais vontade de rir sou eu! Essencialmente porque não há pobreza maior do que a pobreza de espírito! Contudo, vivendo nós numa era em que só não anda informado quem não quer, acabo por não saber se é motivo de tristeza ou de regozijo ver tanto milhão enganadinho!!!… Esta época, à semelhança de muitas outras, as tais “noites europeias” devem andar a ser jogadas sem luar, com o céu completamente nublado e em dias que andam a substituir as lâmpadas do sistema de iluminação… (Contas de electricidade por pagar é que não deve ser porque a Câmara Municipal da capital trata disso…) A Europa dos Campeões desta época não tem uma certa luz porque há por aí um clube que, sendo um colosso exemplar da idoneidade e da filantropia desportivas, exime-se de competir nas competições europeias para não fazer sombra a quem quer que seja… Gosta apenas de aproveitar as sombras para tentar conseguir ganhar algumas coisas… Um aborrecimento monumental os jogos europeus não serem apitados exclusivamente por árbitros portugueses…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s