Na loja do mestre André!

790

E lá continuamos nós este ano de 2015 sem perder, nem sofrer qualquer golo em casa para o campeonato. Em casa mandamos nós e ponto final. Fomos superiores, mostramos ser a única equipa a querer vencer e consegui-mo-lo com toda a justiça.

Mas nem tudo foi bom. Não fosse Casillas no inicio e poderíamos mesmo ter tido outra sorte. Só que após esses minutos iniciais, tomamos conta do jogo e principalmente na segunda parte, não fosse a falta de fortuna e poderíamos ter vencido por margem mais dilatada.

Aboubakar ao poste, Aboubakar na cara do golo a permitir a defesa de Júlio César e no seguimento da jogada, mesmo sofrendo falta para grande penalidade, preferiu continuar a jogada ao invés de se deixar cair e a rematar ao lado. Fosse o camaronês mais matreiro e podíamos ter feito ruir aquele castelo de cartas mais cedo.

Só que nesta equipa do Porto existe um jovem português, portista de coração, filho de um ex jogador do nosso clube que é o verdadeiro pulmão, o jogador que transporta a mística para dentro de campo. Falo de André André. Grande, grande jogador. Estava em todo o lado. Defende quando é preciso, ataca com critério, todo o jogo é pautado por ele. Marcou o golo do triunfo, jogou como ninguém. A par de Aboubakar empurrou a equipa para a frente.

Nota final para um lance de parte a parte que na minha opinião teria sido merecedora de segundo amarelo.

Maxi Pereira deveria tê-lo levado, assim como André Almeida pouco depois ao dar uma cotovelada num nosso jogador. Na minha opinião, quer um, quer outro deveriam ter visto o segundo amarelo.

Em suma, foi uma vitória importante, perante uma equipa que veio em busca do ponto, e com exceção dos primeiros minutos de jogo pouco ou nada fez para merecer outra sorte. Já ficam a quatro pontos o que mesmo estando no inicio não deixa de ser bom.

Quanto a destaques, para mim o melhor em campo foi André André por tudo aquilo que disse anteriormente. Sem dúvida, e até agora a melhor contratação do FC Porto esta época.

Aboubakar também jogou muito bem, como sempre o tem feito, não se percebendo a sua substituição perto do final da partida.

Casillas, com duas defesas no inicio a garantir a estabilidade necessária lá atrás. Após isso, foi apenas e só um mero espetador durante uma hora.

A dupla de centrais também esteve muito certinha, sempre a tapar todos os caminhos para a baliza, com a particularidade de Maicon ter estado muito assertivo no capítulo do passe.

Varela que desde que entrou mexeu com o ataque, criando os desequilíbrios necessários para abrir aquela defesa adversária, sendo dele a assistência para o golo.

Pela negativa, Corona. Esteve completamente fora do jogo. Apagado, sem chama, tendo sido com naturalidade o primeiro a sair.

Brahimi durante toda a primeira parte. Uma verdadeira nulidade. Na segunda melhorou mas não esteve muito bem na globalidade.

Não é por ter corrido bem que não vou criticar a opção de Lopetegui. Tirar um dos melhores jogadores em campo, que estava a desgastar e de que maneira toda a defesa contrária, o nosso ponta de lança, para o substituir por outro, é inadmissível. Não basta ter um discurso de vitória. Dentro de campo também é necessário demonstrá-lo.

Vem agora uma visita a Moreira de Cónegos, uma equipa que não está a fazer um grande inicio de campeonato, mas onde teremos de estar muito concentrados para sairmos de lá com os três pontos.

Advertisements

One thought on “Na loja do mestre André!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s